(11) 2249-2249

Cadastre-se e receba nosso informativo

Seu Nome

Seu Email
 [ OK ]



Veja Mais

A RM ALIMENTOS é uma empresa com 26 anos de atuação no mercado, produzindo e comercializando hortifrutigranjeiros para hospitais, restaurantes, hotéis, empresas, concessionárias, buffets, entre outros.

Veja mais

Veja Todas

Alho

Alho Bom para: bronquite, antidiabética, hemorróidas, colesterol e muito mais. Características: È uma erva cujo caule cresce até um metro de altura. Tem bulbo arredondado, contendo cerca de 10 dentes. As folhas são verdes ou púrpuras, estreita, longas e pontiagudas. Oriunda da Ásia Ocidental, hoje é cultivada em todo mundo. Não subsiste em terrenos encharcados. Propriedades químicas: Alicina, ajoeno, enzima alinase, aliina, dialil dissulfeto de alilo, ácido salicílico e os minerais: cálcio, enxofre, ferro, iodo, sódio, germânio, óleos essenciais, além das vitaminas A,B¹, B² e C. Propriedades terapêuticas: Bronquite, antiséptica, antibiótica, hipotensora, vermífugo, antidiabética, hemorróidas, colesterol, triglicerios, arterios-clerose, engina de peito, cistite, oxiúro e é ótico calicida. Indicações: Depois de centenas de pesquisas e análises químicas, chegou-se a conclusão que maior riqueza se encontra em componentes isolados que hoje são mais de trinta, em sua maioria derivados de enxofre. Entre os mais importantes está a alicina, que é responsável pela maioria das propriedades farmacológicas da planta e responsável pelo forte odor, que aparece quando o alho é cortado, triturado ou amassado, rompendo-se a célula do bulbo. É um poderoso antimicrobiano, atua na morte de bactérias gram-negativas (causadoras de infecções intestinais) e gram-positivas (responsáveis por amigdalite e furunculose) e é ainda um agente antigripal (combatendo o vírus da gripe).E a alinase que contém em suas propriedades uma enzima que possui um agente ativo, denominado de fosfato de peridoxina. A alinina, que o contém é um aminoácido instável, com diversos efeitos antibióticos, que é um composto de enxofre ativo, obtido a partir das enzimas da alinase. O outro elemento contido é o dialildissulfeto, que é considerado a mais atuante substância ativa do alho sobre os lipídeos, agindo sobre o colesterol e triglicerídeos. O Polissulfareto de alilo é um substancia que favorece a consistência e a elasticidade dos vasos sanguíneos e relaxa as fibras musculares provocando uma vasodilatação. Por esse motivo ajuda a prevenir a arteriosclerose e o excesso de colesterol. Experiências realizadas na Alemanha (Kalsbad), comprovam que este elemento é um agente preventivo do câncer. Uma equipe médica japonesa concluiu que extrato de alho cura 86% de artrite. O alho ainda possui alicisteína que estimulam as enzimas anticâncer e bloqueiam a formação de nitritos no estômago. Um estudo da Universidade de Oxford, na Inglaterra, confirmou o que os outros pesquisadores já haviam anunciado. O alho pode ajudar a evitar doenças cardíacas, pois reduz o nível de colesterol no sangue. De acordo com a pesquisa de Oxford, o alho chega a reduzir o colesterol em cerca de 15%. Assim uma dieta rica e alho podem evitar a formação das placas de gordura na parede das artérias, causadoras de grande parte das complicações cardíacas. Desfaz a fibrina proteína que forma o coágulo sanguíneo. Segundo a publicação da revista médica americana “Atherosclerosis Jornal”, os cardíacos medicados com óleo de alho, após o enfarte, tiveram 95,5% de ampliação na sua capacidade de resistir a trombo (coágulo do sangue) em apenas três semanas, o fato é particularmente promissor, porque o perigo de um segundo enfarte é muito grande até três semanas depois do primeiro. O médico japonês Tadashi Watanabe em seu livro “Alhoterapia” concluiu que os casos mais graves de hemorróidas e fistulas anal, dispensam operação quando se aplica no local, após lavá-lo, um algodão embebido em óleo de alho, de três a cinco vezes por dia. O germânio, um mineral encontrado em sua composição, é um condutor do oxigênio, atribui-se a ele propriedades curativas e preventivas do câncer, agindo ainda contra os radiais livres. O alho é ainda um regulador glicêmico, pois ele possui diversos elementos que atuam como reguladores da absorção do açúcar no organismo, por isso é útil no tratamento da hipoglicemia do diabético. Modo de preparo: Uso interno -Podem ser em comprimidos, cápsulas, pó ou mesmo puro. Todas as propriedades do alho são conservadas em qualquer um dos processos citados. O alho quando ingerido em qualquer de suas Formas, o odor permanece na transpiração, até quando dissolvido no intestino, pois o óleo absorvido cai na corrente sanguínea, irrigando todo o corpo, não esquecendo de nenhum poro por menor que seja. Cápsulas – Devem ser tomadas no máximo um grama por dia (1000mg) – Maceração: um a dois dentes de alho em meio copo de água fria. Deixar duas horas em repouso. Tomas 5ml duas vezes ao dia. Comprimidos :Tomar até quatro por dia. Óleo de alho: macerar vários dentes de alho com azeite de oliva até formar um pasta homogênea, deixar uma semana em repouso. Pode ser usado 5 gotas ao dia. Obs: Devido seu forte odor o alho deve ser consumido com um copo de leite para não provocar flatulência e mau hálito, ou ainda se colocar 10 gotas de limão no alho picado, este ficará sem o seu odor característico. Fonte de Pesquisa Livro: Sensacionais 50 Plantas Medicinais

Veja mais

Abacaxi Hawai

O abacaxi é a fruta tropical mais famosa e tradicional, nativa das regiões costeiras da América do Sul. A planta cujo nome científico é Ananas comosus, pertence à família das bromélias e o fruto é, na verdade, uma frutescência, cada gominho e um fruto independente que se juntou com os demais durante o processo de crescimento.

Veja mais

Veja Todos

Moyashi

Veja mais

Brócolos

Veja mais
(11) 2249-2249
Desenvolvido por PRAXYS Produtora Web